Consolação - Butantã - Embu
7:00 - 23:00 Seg - Dom
Ligue pra nós
11-3535-9138
Nosso e-mail

Ratos: Conheça as diferenças Ratos de telhado, ratazanas e camundongos. Dicas de prevenção

A presença do roedor em áreas urbanas e rurais gera agravos econômicos e sanitários de relevância ao homem. Os ratos participam da cadeia epidemiológica de pelo menos trinta doenças transmitidas ao homem. Leptospirose, peste e as hantaviroses são doenças de importância epidemiológica no Brasil por eles transmitidas. Ocorrem, em média, cerca
de 3.200 casos de Leptospirose humana no país anualmente, com letalidade em torno de 12%. Já os casos de Síndrome Pulmonar por Hantavírus vêm ocorrendo no país desde 1993, com alta letalidade tendo o roedor silvestre como hospedeiro.

Para desratização contra ratos e outras pragas, entre em contato conosco em um dos meios abaixo

  • WhatsApp 11-96999-0222 clique aqui
  • Telefone: 11-3535-9138
As três espécies mais comuns em SP

Os ratos comem tudo, principalmente a ração de seus animais de estimação; eles podem contaminar sua cozinha, alimentos e causar intoxicação alimentar. Eles roem sacos e recipientes, constroem ninhos e se reproduzem de cinco a dez vezes por ano. São pequenas criaturas asquerosas. 

A proliferação destes animais ocorre porque o homem, e a sociedade como está organizada, fornecem, de forma abundante, o que os roedores
necessitam para sobreviver: alimento, água e abrigo proporcionando conseqüentemente, um desequilíbrio populacional destes animais gerando prejuízos econômicos e a transmissão de graves doenças ao homem e aos animais domésticos ou de criação.

E-mail:

    Abrir chat
    1
    Posso ajudar?
    Olá, posso ajudar?